• RFP Comunicação

Ciclovia Sustentável sim, e no Brasil


Curitiba foi o local brasileiro escolhido para receber o inovador projeto de ciclovias que produzem energia. É isso mesmo! E quem trouxe isso para cá foi a SoundPower, empresa japonesa de tecnologia, em parceria com a Prefeitura de Curitiba e o Governo Japonês.

O projeto faz parte de um plano de iluminação inteligente já existente na cidade e funciona assim: sensores instalados nas ciclovias produzirão a eletricidade através da vibração e do som provocados pelas bicicletas. Ou seja, quanto mais pessoas pedalando, mais energia será produzida.

Apesar da porção de eletricidade gerada ser relativamente pequena, será suficiente para acionar a sinalização luminosa nos cruzamentos das ciclovias com as vias de trânsito, além dos sensores de coleta de informações de fluxo. Os testes nas ciclovias curitibanas começam a ser feitos no início de agosto.

Na Europa, o país das bicicletas já conhece bem as boas opções de ciclovias. Em novembro de 2014, foi criada na Holanda a primeira ciclovia do mundo que gera energia por meio de células solares embutidas no piso (foto acima). E no ano passado, a “Pista Van Gogh” foi inaugurada em Eindhoven. Esta última, inspirada no famoso quadro “Noite estrelada” do pintor Vincent Van Gogh, foi construída com um material especial que absorve a luz solar durante o dia e usa essa energia para criar um padrão luminoso a noite.

Seria o início de uma mudança consciente e inovadora no Brasil? Esperamos que sim e que não pare por aí.

Clicando aqui, você confere o funcionamento da ciclovia com células solares embutidas. Já o vídeo abaixo revela a beleza da pista Van Gogh.

#ambiental #esporte

comunicação

  • Facebook l Picolo Comunicação
  • Instagram l Picolo Comunicação
  • YouTube l Picolo Comunicação
  • Preto Ícone LinkedIn