• RFP Curadoria

Ceará: Smart City para público de baixa renda


Já ouviu falar em Smart City?

As cidades inteligentes já são uma realidade em algumas partes do mundo, oferecendo tecnologia e qualidade vida de forma sustentável para as pessoas. Essas cidades planejadas tem um custo elevado e geralmente apenas pessoas de alto poder aquisitivo podem adquirí-las.

No entanto, o Brasil ganhará a primeira Smart City voltada para a população de baixa renda (uhu!) e a cidade escolhida foi São Gonçalo do Amarante, no Ceará, que possui alto déficit habitacional e carência de serviços.

O espaço fará com que a população deixe os subúrbios e passe a viver em uma região totalmente tecnológica. Os moradores contarão com reaproveitamento de água, iluminação pública inteligente e energia gerada através de equipamentos esportivos espalhados pela cidade. Além disso, wi-fi livre e aplicativos específicos no celular.

O Laguna Residencial, foi proposta por duas organizações italianas, a Planet e SocialFare, em conjunto com o Centro de Empreendedorismo da Universidade de Tel Aviv – StarTAU. Os lotes residenciais custam a partir de 24,3 mil reais, e podem ser pagos em 120 vezes. A primeira parte do empreendimento deverá ficar pronta ainda em 2016 e contará com 150 casas, além de toda a estrutura proposta. Muito bacana, né?

#arquitetura #social #ambiental

comunicação

  • Facebook l Picolo Comunicação
  • Instagram l Picolo Comunicação
  • YouTube l Picolo Comunicação
  • Preto Ícone LinkedIn